17 de agosto de 2014

Não se Apega, Não – Isabela Freitas



Isabela Freitas é uma blogueira de 23 anos, mora em Juiz de Fora e estuda Direito. Quando a Editora Intrínseca me mandou o release do livro, foi essa introdução à autora que me interessou.  Ver uma blogueira (como eu e muitos dos meus leitores <3) publicando um livro é algo muito legal! Dá aquele quentinho no coração, pois é um sonho se tornando realidade, e quem sabe um dia, não possa ser eu ou vocês, não é mesmo?

Quando o livro chegou aqui em casa fiquei super empolgada, coloquei foto no meu Instagram (@stelaaquino), e achei a edição simplesmente MARAVILHOSA! A capa é de um vermelho vibrante, a diagramação é muito caprichada. Cada capítulo novo tem páginas vermelhas e com mensagens do twitter da autora.


Porém, logo que comecei a ler, percebi que não era o tipo de livro pra mim. Para começar ainda não sei qual é a história de “Não se Apega, Não”. Nós, leitores somos apresentados a Isabela, uma garota que estuda Direito, namorou por anos o Gustavo, um cara de boa família, mas que a fazia infeliz. Ela então põe um fim à relação e ninguém se conforma, pois “eles eram perfeitos”.

Depois disso Isabela está solteira, vai pra umas festas, pega um primo malhadão, revê um ex peguete, chega à conclusão que príncipes encantados não existem, que ser solteira é muito bacana, e que se apegar não faz bem.

Pra mim, um dos maiores problemas do livro foi a falta de organização, de linearidade. Uma hora estava lendo um diálogo da Isabela com uma amiga, uma descrição de cena, e no capítulo seguinte havia um texto enorme sobre relacionamentos, leis do desapego e coisas do tipo, e tudo absurdamente superficial e que pareciam desabafos/auto ajuda.


Não me entendam mal, adoro romances. Vocês sabem que não ligo de ler histórias clichês de amor. Mas Isabela Freitas não me convenceu como escritora. Seu livro não tem argumento, não tem história e seu estilo de escrita, que tenta colocar no papel exatamente a maneira como falamos/pensamos não me agradou.


5 comentários:

  1. Desde que vi esse livro me apaixonei pela edição hehe
    Mas acho que me incomodaria se percebesse uma falta de propósito no livro.

    Beijão!
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Rafa, não leia hahahahahaha é chato de verdade :(
      Beijos flor

      Excluir
  2. Oi, Stela!

    Quando vi que esse livro seria publicado eu fiquei com certa curiosidade de ler, mesmo tendo quase certeza que não iria gostar (vai entender...). Seu post acabou reafirmando isso. O próprio título e divulgação do livro já me faziam pensar que seria algo bem superficial. Agora tenho certeza que assim o é. :(

    Beijão! Boa semana! <3

    ResponderExcluir
  3. Oi Stela.. Quando vi ele na livraria pensei logo em levar.l a edição ta linda.. Assim q ouvi vc falando num vídeo.. Passo longe hahahah

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Preciso desse livro hahahahaha, muito bonito e parece ótimo!!
    Uma pena eu não ter conseguido comprar na bienal (acabei com a verba antes );) bjs Sté.

    ResponderExcluir